UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Wednesday, September 17, 2008

Sonhos de Emigrante

Sonhos, todos os temos, mas quando a vida muda e novos horizontes se abrem e portas do passado se fecham novos sonhos desabrocham e florescem. Bem eu tenho varios tenho que admitir, uns ja vem do passado outros nasceram aqui. Por exemplo? adorava ser escritor e publicar livros, seer fotografo, ir para universidade, ter amigos nas universidades e nas artes e fazer parte destes meios culturais...so para referir alguns.

Mas a vida e uma luta, e seculos atras os sonhos dos emigrantes eram muito mais simples, por exemplo ter um emprego e dinheiro para matar fome e um tecto sobre a cabeca ja era odiceia digna de respeito. Outros emigrantes enriqueceram e os sonhos tornaram se`alcancaveis enquanto outros ainda lutam para realizar os seus sonhos.

Com a passagem do tempo e o nascimento dos filhos os sonhos mudam e bastara as proximas geracoes sonharem os seus sonhos e lutarem por eles. Mas aqui as 2 ou 3 geracoes, ja poucas lutas dos passado persistem. Com este facto, os obstaculos passados da lingua e cultura desaparecem e so as linguas trasidas da terra se tornam 'exoticas' e nacao por vezes se parece tornar "a terra prometida". So que nem todos olham para o passado dos seus pais e avos antes preferem viver de forma conformista sem nunca pensar ou mesmo desejar conhecer o passado.

Para nos povos latinos, por mais sonhos que tenhamos, a nostalgia do passado esta sempre connosco; sendo este tanto uma `qualidade como um defeito, que se torna mais forte na nacao distante e mais reflexiva na nova nacao.
Embora vivamos entre a nostalgia do passado ou os sonhos do futuro, o importante e nunca deixar-mos de avancar, seja como for, o tempo nao para e por isso, resta-nos somente segui-lo e reflecti-lo vivendo abertos ao que ele tem para nos.
ate breve

Capitalismo do Oeste Selvagem


Por onde comecar? Como sabem sou pasteleiro, e amo coleccionar livros, cd's e tudo culturalmente interesante e acho que de certa forma gosto de usar o meu $ produtivamente, por assim dizer. Mas a questao nao e essa, a questao e a forma como esta sociedade pensa e age em funcao do $.


E sendo pasteleiro, mercado esta muito exigente em relacao a producao, o $ e o sangue e a vida desta, e e desta que vou tomar como exemplo o que sei da forma de estar desta sociedade em relacao a sede deste sangue verde, ou antes de $.

Aqui como em todo o lado onde o capitalismo existe, vive-se para ter dinheiro e para o ir gastar de seguida, por sorte pode se sempre comprar mais barato, basta procurar e assim poupar algum.

E ser escravo do capitalismo sem nossa autorisacao, nao e facil, como sabem e ainda dizem mal de quem se droga quando a nossa droga e o $. E a unica forma de subreviver-mos bem sei, mas tal tambem nos da muito que sofrer.

Tendo tido eu ja muitos chefes em diferentes pastelarias vi-me a aperceber que a ferocidade e a selvagaria do capitalismo nao e so a de nos fazer gastar dinheiro, mas existe em brutais dozes em nos fazer produzir para os patroes.

E a vontade dos patroes aqui pela producao nao tem limites, fora certas excepcoes poismuitos ha que nos veem como maquinas que devem produzir, produzir, produzir e nao dizer nada. Ha de certa forma em muitas pastelrias, nao em todas um conjunto de objectivos algo fantasiosos pois ha tanto a vontade de se ter sucesso e a custa so sucesso, desrespeita se por vezes quem esta em baixo.
Aqui ter sucesso em importante, da prestigio e e reconhecido socialmente, no entano, esse mesmo sucesso esconde sempre falhas e disfuncionalismos nao visiveis a "olho nu".
E claro se nao produzir-mos segundo os por vezes fantasiosos objectivos dos patroes, rua, sei que isto nao existe so aqui, mas vivendo eu nas Americas, so agora me foi permitido ver o Furacao que e o capitalismo em todo o seu (des)Encanto.

Depois nao podemos esquecer o sistema instalado em certos lugares sejam pastelarias ou nao, e se nao gostarem de nos inventam uma desculpa e la estamos nos na rua novamente. Cada um protege o seu canto e quanto mais poder tiver quem esta no topo da heirarquia, mais sacana e em relacao a quem nao gosta, por mais bem feito que o trabalho deste seja feito. Profisionalismo? nao com este tipo de sistema, pois cada um parece ter a sua visao do ser profisional ou ate mesmo humano realmente significa.

Patroes, sistemas e heirarquias e a propria economia fazem de nos, neste caso pasteleiro "carne para canhao" como o meu tio dizia sobre a guerra colonial. Aqui somos todos bonecos que sao usados ao servico de quem pode.
Depois e importante nao esquecer aqueles anuncios de emprego em que o salario vai ser negociado, porque raio eles nao dizem de vez quanto querem pagar? ou sera se for homem branco pagam uma coisa e se for mulher asiatica pagam outra, dependentemente da qualidade do trabalho ou anos de experiencia? as vezes julgo que e assim que esta desculpa, do salario a ser negociado, funciona.

E as vezes o facto de nao falarmos ingles fluentmente pode ate vir a influenciar o tempo em que se trabalha num sitio ou as atitudes que temos, que embora sejam simpaticas podem ser intrepretadas de outra forma, pelops patroes canadianos donos do $ que nos dao.-
E digo-vos, isto tudo destas relacoes de poder e influencia revoltam-me, pois a minha vida nao pode avancar sem ter um emprego fixo em que o patrao nao e uma pedra em vez de ser humano.

Viver no Canada e bom, sem duvida, mas e a podridao do capitalismo e a sua desumanizacao que torna este pais uma luta constante para tanos aqui, mais imigrantes do que os locais.

E bom ter dinheiro e gasta-lo utilmente, mas muito esta ligado a ele e e uma luta ganha-lo pois o mercado, os patroes e os sistemas instalados nas pastelarias, ou outros, fazem de nos simples peoes num jogo que nao temos control algum.

VEJA, PENSE E FASSA ALGUMA COISA (AGORA!!)

Gosto desta imagem pois diz muito sobre o mundo politico do nosso portugal, em que o Povo e a principal vitima.

E a unica forma de nao nos tornar-mos tao palhacos como eles ou tao corruptamente "comicos" como eles e apenas agirmos, e mudarmos o que condenamos.

Eles enchem-nos os telejornais e jornais com as suas piroetas e marabarismos, e os ultimos a rir somos nos, sempre rindo churando, esse e o destinos dos portugueses.

Que o Circo acabe, chega de de tanta fantochada, vamos traser a realidade de volta e melhorar o que nao parece ter melhoras, agora!

O que digo nao so so que o diz, muitos portugueses o dizem sentem e vivem.
nao sejamos palhacos, fassamos alguma coisa util, agora!

Chega de tanta triste risada irmaos portugueses, mas cuidado com os palhacos que poem no poder e com as piadas que eles nos mandam, pois podem ser muito pores que as que temos agora. Agora e a altura de pararmos de rir e de chorar, agora e o momento!!!

ate breve e mudemos a realidade que condenamos, a comecar por nos mesmos!!!

ass: portugues infeliz

Monday, September 15, 2008

"Filosofia Portuguesa"

(o texto que se segue foi me enviado por e-mail a alguns meses atras, espero que vos agrade)

Na vida, só há duas coisas com que te deves preocupar:
Pagar os impostos e dizer mal dos políticos.
Se já tiveres pago os impostos, então, não te preocupes.
Mas se ainda deves dinheiro ao fisco, então, nunca te esqueças de dizer que a culpa é do Governo, gritando alto e bom som que: “Isto aqui, isto aqui, é uma cambada de gatunos, uma cambada de ladrões e uma cambada de chupistas!”
Mas tem calma! A vida não é só pagar impostos e dizer mal do Governo! Há outras coisas bem interessantes que podes fazer para que a tua vida não se torne um tédio, como por exemplo:

Falar mal da vizinha excêntrica que mora no prédio em frente, mesmo que a única coisa que saibas acerca dela seja o facto de ela sair todos os dias às 9 horas para ir trabalhar;
Gozar com os gays e com as lésbicas só porque não gostam de “comer” o mesmo que tu;
Gritar e buzinar aos outros condutores durante um engarrafamento, mesmo sabendo que eles não te ouvem;
Criticar a música Pimba, mas dançar até cair sempre que na rádio toca o Emanuel ou o Tony Carreira;
Passear os cachorros, mas deixar lá o “presente”, para que depois uma pessoa distraída tenha uma surpresa fedorenta na sola do sapato; etc.
Bem, eu poderia estar aqui uma eternidade só a enumerar coisas, mas não me apetece.
Afinal, se temos tanta coisa gira para fazer, porque nos queixamos tanto?! Hum... mas também não me apetece pensar nisso agora. Sim, porque um “bom português” que se preze tem que ter o seu quê de preguiça!
Bem, aqui ficam estas sugestões! Mas vê lá, não te canses a escolher! Ah! E mais uma coisa: nunca te esqueças de falar mal dos políticos, por que essa é a razão de viver de um “bom português” (daqueles portugueses que só criticam, mas que devido à preguiça que trazem no corpo, continuam a não fazer nada pelo nosso país).

Assinado: o Bom Português

Sunday, September 07, 2008

A Bela Cidade.......

Vancouver e uma bonita cidade, dizer isso podia chegar para falar sobre esta maravilhosa cidade onde vivo, mas falta dizer o porque....bem por onde comecar. Pela arquitectura, ao viajar no autocarro 7 e sem tirar os olhos dos predios percebe-se a variedade dos varios estilos que fazem esta cidade, da baixa a habitacoes, mas so ver para querer e garanto que e uma boa experiencia.


Paisagens...ha tantas, nao so dentro mas fora da cidade, em que quase tudo merece alguns minutos da nossa atencao, basta ir ao Grouse moutain ou a capilano ou atravesar Vancouver e ir a norte Vancouver.

Outra coisa bela nesta cidade e o ambiente e a forma de se estar nela, sempre descontraida e amigavel, claro que por vezes alguem foge a regra, mas ha sempre simpatia de desconhecidos. Os canadianos sao gente muito emotiva, sendo muito mais racionais e controlados mesmo assim e gente que sabe ajudar quando nessecario.

Outra belesa desta cidade que e impssivel fugir principalmente se e homem e se possivel que nao tenha feito nenhuma promesa de abestencao, sao as Mulheres....tantas e tao belas, claro que nao sao todas belas elegantes e charmosas, mas sem duvida a grande maioria pertence a este grupo. Eu como homem juro que me sinto ofuscado com tanta belesa de tao diversos estilos e culturas destas mulheres de Vancouver poruqe sem duvida nesta cidade ha mais mulheres que homens, alem de se dizer que esta e uma cidade de solteiros e sos, logo, muitas ilacoes se podem tirar disto.

Ha muitas mais belesas aqui em Vancouver, mas o melhor e descobri las na net ou se possivel ver velas pessoalmente aqui, pois encanto nao falta a esta magnifica cidade olhemos para onde olhemos. E sem duvida uma cidade a ser descoberta e mesmo quando pensamos ter descoberto algo...muito mais nos espera.

Viver aqui tem tanto de experiencia como de "laboratorio" pois muito aqui e novo e todos vamos danto a nossa contruibuicao, mas e o pontencia desta cidade nas suas belesas que a faz tao atractiva e magnifica.

Monday, September 01, 2008

A Caca de um Livro

Recentemente fui a uma exposicao no Vancouver Art Gallary ver uma exposicao dedicada ao mundo do Anime, Manga, em formato tanto video como papel, algo realmente muito bem feito e estudado. E varias coisas me chamaram atencao, por exemplo o filme Paprika onde o real e o imaginario se ligam e onde as identidade se interligam, tudo muito bem feito e filosoficamente revelante, mais tarde vi esta no pc, e aconcelho.


Mas foi o livro "the Arrival" de Shaun Tan que me despertou o interese, desde desse dia procurei em todas as livrarias que conheci por ele, cheguei a ir aos varios ramos de uma cadeia de livrarias aqui, chamada Chapters, nao havia em nehuma loja das 5 que conheco, tinham todos desaparecido.


A revelancia deste livro deve se ao facto de ser tao bem feito e falar sem dizer uma palavra do processo de imigracao e da busca de significado num mundo que pela sua prorpia logica e indicifravel, tudo num ambiente muito simbolico e metaforico. E o mais intersante e ser feito em formato novela gracia onde as imagens podem ser reintrepretadas de muitas formas alem de o autor mistura artes como a pintura e o desenho.


E pelo que vi ao procurar este livro, os livros deste autor sao do interese tanto de velhos como de menos velhos e todos os livros de Shaun Tan (http://www.shauntan.net/) vendem como castanhas. Nao direi que e outro fenomeno tipo Harry Potter mas ha neste autor e nos seus livros algo que cativa todos de varias formas, pois os seus livros pelo que consegui ver apelam tanto a mente como ao coracao pela emotividade de cada imagem.

Certo e que nao descancarei ate ter um exemplar de um livro de Shaun Tan e acho que o esforco de achar um e algo enriquecedor, pois na busca sabe se mais sobre o real valor do objecto procurado, parece me...e sempre preciso procurar por alguma coisa nesta vida que nem sempre e facil de ser encontrada, no meu caso e nesta situacao decidi procurar algo que sei que me ira enriquecer como pessoa, um simples Livro.