UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Saturday, October 25, 2008

Uma Simples Vida

Eu penso, as vezes demais...e o que ultimanente tenho pensado e sobre a Vida. Penso no que quero alcancar, nos obstaculos do presente e isto de certa forma ocupa me a mente sempre. Mas sei que neste vasto mundo, nao sou o unico nesta situacao. Vancouver e o Canada ainda tem o mesmo encanto, mas as dificuldades fazem com que esta beleza fique para segundo plano.

Ha alturas na Vida, mais do que uma vez nela, em que vemos onde estamos e olhamos em frente e vemos um enorme caminho a perder de vista...a nossa unica "Luz" e o sol que nos ilumina e e sempre importante nao esquecer que temos que alcancar os nossos objectivos antes que o sol caia.
Nesta "caminhada", de uma Vida, o sol so se levanta e se poe uma so vez. Sei onde quero chegar, mas e onde estou que mais me desanima, pois nao tenho garantias e quero as para que possa avancar. Cada passo nesta "Caminhada" precisa de certezas ou serao apenas passos vaos e sem valor.

Para que a nossa Vida tenha ordem e orientacao, para o nosso bem estar pessoal, parece me que nao e Deus que nos da isso ou dinheiro ou ate o poder, mas o Valor e o Significado que damos e nos dao. Sem Valor/Significado nada tem "existencia" ou "essencia" isso faz com que se torne vago e indiferente...parece me. Logo e preciso dar Valor a tudo e Significados ao que fazemos, somos e agimos sem esquecer que os outros fassam o mesmo, mas em relacao aos outros tudo se torna mais complexo.

Complexidade, subtilezas, contrastes inesperados...todas as Vidas sao feitas disto, parece me, mas para o bem e para o mal estes contrastes e subtilezas por vezes atraicoam-nos e e dai quem vem muita dor, e algum prazer, da Vida.
Resumindo, e muito mais havia a escrever, rescrever e escrever novamente, a Vida faz-se dia a dia, minuto a minuto, seja em tempo de descanso ou de trabalho, mas talvez seja o que queremos fazer dela a cada minuto e o Valor que lhe queremos dar, sem esquecer onde queremos alcancar (para o beneficio de todos, nao so nos) que lhe da a real importancia.......

Mas no fim das contas, isto nao passou de um desabafo neste blog e quem acabar de ler isto que escrevi, goste ou nao do que leu, fara o que bem desejar.....
O Tempo e Imortal na sua Transformacao. Infelizmente nos so podemos Mudar ate ao dia da nossa morte porque ate la, cada dia,accao que fizermos sera sempre para lembrar o real Valor da Vida.
ate breve

Thursday, October 16, 2008

O Bi Sexual e o Trabalho

Recentemente tive o prazer de conhecer um travesti/bi-sexual no trabalho onde comecei a algumas semanas. E o facto de ter conhecido um travesti, parecem dizer muito nao so da sociedade canadiana mas da maneira de estar nesta loja onde trabalho chamada Capers, sugiro uma vista de olhos ao site desta companhia.

Mas a surpresa nao termina em saber que este senhor ou senhora de nome Sarah, nao me perguntem o nome masculino dela ou dele que nunca o ouvi- e de facto um Manager, para quem nao sabe, um chefe, patrao, manda chuva. Digo que a primeira vez que me dei com tal pessoa na pastelaria onde trabalho achei" estranho", mas depois de pensar um pouco e de o ver muitas vezes por la, vi que nao ha nada de anormal com este ou esta... Bem talvez o meior problema seja o da identidade e nao sou o unico. Pois ele ou ela, sendo mais ele que ela, da maneira de andar, no tom de voz, pela face...no entanto usa maquilhgem e baton.

Este artigo esta longe de querer condenar, quer sim e reflectir sobre esta nova experiencia de ter e conhecer um bo sexual ou travesti o lucal de trabalho.
E sem duvida, o problema de como lhe chamar para muita gente e o comeco de muitosoutros problemas muitos piores, chamados de Homofobia ou pura estupidez.
Mas depois de ultrapssarmos a fronteira da identidade vemos que esta ali um ser humano, que tambem ama, homens, claro e que ate tem uma filha..tudo normal nisto.
Eu ate ja falei com ele ou ela e parece ser alguem simpatico e muito profissional nao fosse ele o chefe dos chefes cozinheiros do Capers onde trabalho.

Bem sei que o caminho mais facil e o de condenar, para alguns leitores, chamando lhe nomes...mas para nao sermos irracioanais ou mesmo ignorantes, seria e bom pensarmos um pouco sobre conceitos como Identidade, Sexualidade e Igualdade, depois disso talvez vejamos o mundo com outros olhos e mais actuais.