UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Monday, February 23, 2009

A Refugiada

Recentemente conheci uma refugiada de Burma, embora a lingua fosse e e um obstaculo la vamos tentando falar, a dificuldade de falar com ela deve se a esta falar num ingles muito partido, irregular...e quem tem que organizar esse puzzle e quem ouve, mas la nos vamos entendento.

Praticamente de budismo como eu vamos sempre falando da curiosidade que temos ambos pela cultura um do outro e sem duvida Burma e um pais fascinente, se tirarmos a ditadura militar que toma conta do pais, e uma cultura ligada a velhas tradicoes sempre ligado a natureza que acredita ainda hoje se possuido de espiritose seres sobrenaturais.

Por vezes e saudavel pormos de lado, ocasionalmente, aquilo que julgamos ser, e com isso digo, racionais, sofisticados e cinicos, para de facto percebermos o que as outras culturas realmente sao em vez do que nos a imaginamos que elas devam ou deveriam ser.

E tornamo-nos bons amigos trabalhando ela na mesma loja que eu (Capers) e visto ela estar aqui a pouco tempo vou sempre tentando a ajudar naquilo que ela ainda nao conhece. O que reparo nela constantemente e a sua vontade de regressar a Burma, ela sempre o faz quando me lembra pela centezima vez tao dificies sao os obstaculos de se viver no Canada.

Tenho que admitir falar com ela e um exercicio de pacencia e atencao, porque por mais atentento que estejamos com o ingles dela que mais parece um puzzle a ser decifrado pode levar a desentendimentos muito facilmente. Exemplo disso deu se quando lhe pedir se ela podia cozinhar algo da cultura dela e disse que lhe daria um brigadeiro brazileiro, e assm fiz, o resultado foi ela fazer uma quantidade de comida suficiente para uma familia por uma semana e eu so lhe dei 3 bolas de brigadeiro...isto e uma boa ilustracao disso.

Ela e uma pessoa muito simpatica e aberta aos outros, que talvez se explique devido a sua cultura e educacao, mas a o ingles...puxaaaa, como pode alguem de tao bom coracao ser tao dificil de ser percebida??, isto vem mostrar que nao e a personadalide dos outros que pode criar obstaculos, mas sim a forma como comunicam, ai que podem nascer e nascem os conflitos, da incompreencao..
So espero que este texto esteja a ser claramente percebido, nao quero arranjar chatices com ninguem...srsrsrs Outra caracteristica curiosa dela a a vontade de dar, da sempre, sendo isto uma coisa ligada ao budismo acrecito em que mesmo os mais pobres deBurma dao, sempre, e isto e de facto algo de muito valor, e uma fabolosa licao moral para todos.
Parece me tambem importante conhecer esta gente, quem sao o que fazem, eu nao me lembro a ultima vez que ouvi falar de Burma na televisao ou jornais tanto portugueses como canadianos, o que ha neste pais que simplesmente nao se fala?? ha uma grande irresponsabilidade mediatica em relacao a este pais, mas este nao e o unico, tantos sobre o qual nao se fala...e pensar nos que estamos a ser informados, talvez, mas tambem ha muito que nao sabemos , e de certa forma somos ignorantes, muito ignorantes!!!
Quem quizer saber mais de Burma aqui ficam alguns sites:

http://freeburma.org/
http://www.burmalibrary.org/
http://www.burmaissues.org/En/Index.html