UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Saturday, November 07, 2009

Perceguido por uma Burmanesa

Viver num pais como o Canada e e si mesmo uma experiencia magnifica e cheia de saborosos momentos que nos marcam e transformam, muitas vezes isto acontecendo quando contactamos com outras culturas, outras vezes e algo em relacao ao qual queremos e nos safarmos da situacao e esperar pelo melhor..


A historia da burmanesa aconteceu sem eu esperar que ela se desse, mas la aconteceu, nem eu imaginava o que o futuro me daria em relacao a esta. Certo dia ao chegar ao meu trabalho uma senhora vem ter comigo aflita e tenta explicar me a muito custo que deixou a carteira no autocarro e a ver se eu a podia ajudar, depois de alguma reflexao la telefono para o numero dos autocarros e depois de uma longa conversa la se resolve o assunto, dias mais tarde sei que a senhora la conseguio de volta a carteira. E ela nao deixa de me agradecer sempre que pode.


Dias mais tarde apercebo me que ela uma parabem mais a frente de onde eu apanho o meu autocarro e ela ao ver me la comeca a querer falar comigo e a querer pedir me ajuda em relacao ao ingles dela, chegando ao ponto de nos dias off ela ir por vezes a minha casa por convite meu, no entanto, so o que me comeca a chatear e o facto de ser tao repetido as vezes que ela quer ir la e o facto de saber que ela tem uma filha que fala melhor ingles que eu.


A nossa dita "amisade" chega ao ponto de ela fazer varios pratos da comida dela devido a uma sugestao minha, tenho eu dito para ela so fazer um, tendo ela feito uns 4 ou 5 pratos de comida burmanesa em vez e em troca por isso eu dou lhe umas bolas de brigadeiro...o maior choque inicial foi ver a quantidade de comida que ela fez.


Eu as vezes la tento ajuda la no ingles mas visto ela falar pelos cotovelos com o pessimo ingles que ela tem, eu resumo-me a sim e nao como resposta, e no desenvolver disto ela vai tentanto ir visitar me a casa nao abrindo eu a porta por ja estar um pouco cansado da incistencia desta.
Quando mudei de casa nao lhe disse para onde tinha ido so a area onde estava e nem por isso ela deixou de tentar fazer com que eu a levace onde moro actualmente. Claro que eu cada vez deixei de a ver prepositadamente menos e menos vezes porque comecei a achar de mais a incistencia dela em estar comigo porque era sempre ela que o queria e procurava sempre essa oportunidade.
Agora mais recentemente, esta obecessao em estar comigo para eu lhe ajudar com o ingles, ou sendo isto mais uma desculpa acho, tornou se em amor, e verdade agora e depois disto tudo ela agora diz amar me, que poderei eu fazer depois de tentar fugir dela das mais variadas maneiras? talvez seja melhor continuar a ignorar como sempre tenho feito.
E verdade que temos todos muito a aprender com outras culturas, mas com certas culturas o melhor e nunca a termos encontrado na vida, como exemplo disto e esta perseguicao da burmanesa.