UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Saturday, December 29, 2012

A America de Steinbeck

Comecei a ler a alguns dias um livro bastante agradavel de ler sobre a experiencia de re-descoberta atravez do olhar de um dos grandes escritores americanos, John Steinbeck http://www.nobelprize.org/nobel_prizes/literature/laureates/1962/steinbeck-bio.html, autor de livros como "De ratos e homens" ou do premiado e iconografico "vinhas da ira". O nome do livro e " Travels with Charley" sendo Charley nada mais que um cao, e embora este facto pareca irrelevante, mostra bem a admiracao, quase devocao, que muitos americanos tem ate hoje pelo heirarquico, tribalistico mundo canino.
 
Steinbeck escreveu esta experiencia quando tinha 58 anos e ao ler se este magnifico livro, vemos claramente o seu dominio e poder da escrita, na forma como vai a essencia das ideas e dos instantes. E um livro para se ir desfrutando e descobrindo, pois dos preparativos a propria viagem Steinback vai nos mostrando como a idade tornou este grande homem e escritor num bom exemplo do que e ser americano, num espirito sempre irrequito, sempre em busca de novos horizontes e experiencias num pais, continente sempre em mudanca...
 
Sugiro-vos este livro pelo facto de mostrar o que e ser-se americano e como e estar se nesse continente que e tao admirado, mas nunca totalmente compriendido por quem nao vive nele. Porque falando pessoalmente, acho graca ao ver portugueses, por exemplo, ao agirem todos "individualistas" e cheios de estilo "a americano", como eles fazem, sem terem a mais pequena idea de como e viver neste pais e o que levou a ser desta forma, verdade que "imitacao e a melhor forma de elogio", mas tambem e o caminho mais rapido de se ser idiota e ignorante!!
 
Logo, talvez a melhor forma de conhecer o espirito de algo, neste caso da America, seja atravez dos seus autores e artistas, acredito que "travels with charley" agradara a muitos curiosos sobre este complexo continente e pais, mas para conhecer nada melhor que comecar por explorar, sem receios, assim se cria uma nova cultura e assim se renasce a cada dia num pais que parece sempre mais "jovem"....boas leituras.
 
 

Wednesday, December 26, 2012

BOXING DAY

Todos os anos no dia seguite ao dia de Natal chega o Boxing Day, o dia em que tudo fica a metade ou mais de metade do preco, e se nos fim de semanas os centros comerciais estao cheios, qual devocao capitalista, no Boxing Day e uma loucura total em que o dinheiro parece nascer nas arvores de tao rapido que sai da carteira dos consumidores.
Quanto mais ricos os paises, ou talvez quanto mais presente o capitalismo numa nacao, mais esta devocao do gastar ate nunca mais parece estar mais presente, e e sem duvida complicado tentar fugir das tentacoes capitalistas, e eles bem sabem que se existe desejo e statues, sempre em grandes subjectivas quantidades, ligado a algo e bem complicado nao cair em tentacao e por vezes gastar o que nao se tem.
 
Eu confesso que e complicado viver num pais como o Canada onde o dinheiro e o consumo tem tanta importancia social, aqui nao se valorisa muito o statues que a pessoa tem, aqui o que importa e ser se feliz com o frutos do trabalho, sempre valorisado pois o o ciclo trabalho e consumo vivem no Canada em perfeita "harmonia". Aqui o consumo, tanto o que se consome e como se consome tem grande importancia, bastar dar um salto a metrotown http://www.metropolisatmetrotown.com/ o segundo maior centro comercial do Canada, para perceber esta "devocao" do consumo, ou a Robson http://www.robsonstreet.ca/, uma das ruas mais chicks da baixa de Vancouver, e em boa verdade vos digo, que a baixa, como em todas as downtowns de todas as cidades, e um fervilhar de tentacoes e consumo.
 
Viver numa sociedade em que consumir e gastar indiscriminadamente e a norma, faz com que ir contra a corrente seja algo complicado, e falo por mim,  porque por vezes chega a um ponto em que esta mentalide se torna algo adictiva, porque nem so o consumo de alchool ou drogas provoca adiccao, este tipo de forma de estar e de viver faz tambem as suas vitimas com enorme debitos para pagar, sem esquecer a falta de espaco que este consumo desregrado, de evidente culpa social, cria tambem os seus viciados.
 
Muitos acham que apontar o dedo ao capitalismo e  algo que "socialistas" fazem, mas basta abrir os olhos e pensar criticamente o socificiente para repatrar este sistema de consumo, trabalhar para comprar o que mais tarde sera lixo ou para impressionar os outros e uma luta que apenas nos torna mais sos, competitivos e cada vez mais distantes uns dos outros ao nivel mais humano. Basta pensar algumas decadas atras, onde este capitalismo estava na sua "infancia" para ver tao diferente nos eramos e a forma como nos tratavamos uns aos outros, eu nasci numa epoca em que isto que hoje presenciamos estava no comeco, so me pergunto se sera na minha geracao que irei ver este capitalismo e consumo "cego" ganhar algum coracao ou alma que a muito se esqueceu de ter....

Saturday, December 22, 2012

Uma Viagem ao Canada

As vezes nada melhor do que ver a forma como os outros sentem e vivem certas experiencias para sabermos como nos possamos agir na mesma situacao, logo aqui deixo uma experiencia que tanto espelhara a curiosidade de muitos que me leem.

Wednesday, December 19, 2012

Portugueses e o Mundo

Dias atras tive a possiblidade de fazer uma apresentacao sobre Portugal, nao sobre todos aqueles dados sobre o pais, a historia e tudo mais mas depois de uma pesquiza vi que a nossa influencia e de facto enorme entre os seculos 15 e 17. E dificil saber que nos demos o nome ao pais chamado Camaroes, ou que levamos agricultura para Africa quando se vivia da caca e da luta entre tribos, mal este que ainda nao se perdeu.
E e sem duvuda de lamentar o enorme desconhecimento que temos da nossa historia nacional fora das fronteiras portuguesas, nao que Jose Hermano Saraiva nao tenha feito uma magnifico trabalho, nao o nego, mas talvez este sofra de um enrome foco em Portugal e uma confortavel ignorancia da nossa presenca alem fronteiras. Claro que nao me quero comprar a este grade historiador, nem por sombras, no entanto e eu convido a quem me ler a fazer uma quesquiza da influencia portuguesa noutros paises e acredito que isto em muito ajudara a mudar a perspectiva que temos de nos mesmos, ate certo ponto.
 
Eu faco voluntariado numa organizacao sem fins lucrativos chamada DiverCity http://www.dcrs.ca/index.php?section=home&page=home e foi ai que tive a possiblidade de partilhar as minhas descobertas. Aqui deixo algumas coisas que tive a possiblidade de achar, que no seculo 15 faziamos negocio no Sri Lanka de joias, ouro, mas era a canela o nosso grande exportacao e a nossa relacao com o Sri Lanka foi tao boa que eles ainda hoje usam palavras de origem portuguesa (Jannal-janela/Koppai-copo/Kusini-cozinha) entre outras.
 
Outro pais com que tivemos uma grande aproximacao foi o Japao, para onde levamos cristianismo e a espingarda e embora a nossa relacao tenha sido dificil, tambem eles adoptaram palavras portuguesas, usadas ate hoje em dia (Pan-Pao,Botan-botao,Sabato-sabado, Kurusu-crus) o cristianismo que levmaos para o Japao fez que missionarios tenham sido perseguidos, havendo por vezes martires entre os estrangeiros e locais,isto era alcancado atravez das famososas Placas de Edicto, para achar e denunciar cristaos. Outra influencia na terra do sol nascente foi a nivel gastronomico, e sugiro ao leitor uma pesquiza destes, a Tempura ( parecido a carapau frito, mas este e camarao) e a Castulla (parecido ao pao de lo).
 
Tambem tivemos um grande presenca na China, embora tenhamos sido perseguidos durante a era Ming, foi na era Quing que jesuistas fizeram parte da corte imperial aprendendo chines e ajudado a criar um mapa onde pela primeira vez se podia ver as americas. na China buscamos porcelana e seda. Todos conhecemos a influencia que tivemos na Africa, mas foi gracas a nos que levamos para Africa a polka a valsa e a marcha, claro que com isso tambem levamos a guitarra e o violino, tendo a arte , e nao so deste continente, usada como moeda de troca.
 
E claro, nestas nossas aventuras de descobertas sempre tivemos um adversario, os Holandeses, eles estavam em toda a parte e ate tivemos que os tirar do Brasil, mas nisto tudo eles ficaram com a "ilhas das especiarias" que hoje sao conhecidas como Indonesia.
 
Agora pensando criticamente, sera que nos nao temos nada com que nos orgulhar?? isto foi apenas uma pesquiza superficial, mas este pouco que descobri fez me ter orgulho, mais ainda na nossa historia; e curioso pensar que nos ja pensamos em grande, e fizemos grandes descobertas e partilhamos muito com outras nacoes, para o bem e para o mal, no entanto isto parece longiquo para muitos..como se fosse um conto de fadas.
 
Sim nos ja fomos grandes, portugueses que me leem, e ainda o somos na nossa pequenes geografica, mas talvez tenha sido essa pequenas, comodismo e ate mesmo ignorancia, que ha muita em relacao ao nosso passado, que ao longo do tempo nos fez "deixar andar" tanto. Sim nos temos negocios que se tornam internacionais, nomes que sao referencias em varias areas, no entanto esta ambicao e vontade de sonhar nao e estimulada, nem nas universidades, nem socialmente, nem politicamente, o que e uma grande tristesa e tem os resultado que todos conhecemos.
 
 
E nessecario voltar a ser grande, internacional como fomos atravez destes variados exemplos, talvez para isso tenhamos que comecar por sonhar mais, saber mais, experienciar novas possiblidades e tomar novos riscos..porque a grandesa nao despareceu, apenas nao foi estimulada intelegentemente atravez dos seculos....AGORA E O MOMENTO DE FAZER A DIFERENCA.
 
 
"O futuro permanece escondido até dos homens que o fazem." France , Anatole
 
"O homem não é nada em si mesmo. Não passa de uma probabilidade infinita. Mas ele é o responsável infinito dessa probabilidade."  Camus , Albert
 
 

Wednesday, December 12, 2012

Que Legado deixamos??

Com 33 anos por vezes pergunto me que legado tenho eu, acredito que nao seja o unico com este de preocupacoes, parece me que e realmente uma minoria que para para pensar no que deixara quando deixar-mos de existir, pois sobreviver torna-se a questao essencial. O leitor pensa nessa questao? que memorias terao os seus conhecidos quando desaparecer?

Nao podemos todos marcar o Mundo, mas muitos conseguem dentro das suas comunidades fazer e por fezes faz a direnca. Uns nascem, parece, com o dom de conseguir marcar o mundo e os outros, outros ainda ha que por mais que facam, nascem, vivem no desconhecido, entre os quais me incluo, e ainda ha um terceiro grupo, a maioria, que vive sem pensar no que deixaram ca depois da morte, vivem desfrutando da vida como sonanbulos sem consciencia de si.
 
Eu admiro todos aqueles, dos grandes aos pequenos, que sao capases de fazer a diferenca, de marcar, de inovar, inspirar, mover,  elevar...esses sao os que por vezes vao parar aos livros de historia, dao nomes a museus, pontes e escolas, entre outras criacoes. Nao me refiro a fama ou vaidade pois essa leva o vento e e construida atravez do proprio ego e as vezes de iluzoes pessoais, nao nao me refiro a esse tipo de legado. O legado de que falo e aquele reconhecido, medalhado atravez de gestos e ocasioes lembradas pela comunidade em geral, esse e o legado que falo, no entanto nao nego a importancia da memoria a que todos nos pertencemos nas mentes e almas dos que nos conhecem.
 
Porque mais de irmos parar aos livros de historia, ficarmos na memoria de alguem devido a algum acto de bondade/valor que tenhamos feito a alguem garante ate certo ponto a imortalidade da nossa existencia. Lembrarmo-nos que devemos cada dia dele algo memoravel, nao so para nos como para outros, tras consigo a responsabilidade de sermos o melhor que podemos ser.
 
O que me levou a dar tanta importancia a ser recordado e imortalisado talvez tenha vindo do facto que como apreciador de arte e cultura, sem esquecer as varias culturas com que me cruzo diariamente, vejo com admiracao as criacoes artisticas e a forma como eles nos impactam se estivermos abertos a isso; de livros, a filmes, a pintura e criacoes de todas as formas, ate mesmo as grandes pessoas da historia, eles como sabemos, tem ja um lugar marcado nas nossas memorias. Mais do que tentar ficar no coracoes das pessoas que valorisamos e gostamos, ficar na memoria de quem nao podemos ter o coracao, talvez seja em si uma riqueza....
 
 
......A reflexao continua, sintam se livres de partilhar
 
 
 
 

Tuesday, December 11, 2012

FELIZ NATAL E BOM ANO A TODOS

Quero desejar a todos que me leem optimas entradas e excelente Natal. E nesta altura que as vezes paramos para reflectir no ano passado, conquistas e derrotas, mas visto a minha vida tem sido dificil neste periodo e adoria responder as vossas questoes sobre imigracao, mas nao me tenho sentido bem.
 
So sei que gostava para o ano ter importantes victorias que nesta altura sao grandes batalhas, todos nos passamos por elas, numa ou outra fase das nossas vidas. As coisas podem ser dificeis agora, mas quando se tem esperanca, por pouca que ela seja, isso por vezes e em si um acto de coragem e de rebeldia em relacao a um durido presente, logo forca para todos para 2013.
 
Eu amo escrever, pensar e partilhar pois e por essa razao que criei este blog, mas quando as dores existenciais pesam, roem e doem, partilhar parece ser algo costoso....espero que entendam o que escrevo, obrigado a todos que leem este blog. Tentarei partilhar mais em breve.
 
EXCELENTE 2013