UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Friday, January 25, 2013

IDLE NO MORE

http://idlenomore.ca/ Antes de dizer o que o Idel no more ( parados nunca mais), para quem nao sabe, quero recuar no tempo e na memoria do Canada e relembrar certos factos que sao tao desconhecidos de quem nao vive neste pais em relacao as primeiras nacoes, chamemos-lhes indios.  ( http://www.ccsd.ca/cpsd/ccsd/c_ab.htm , http://fnbc.info/our-peoples)  Desses factos e bom lembrar que a grande maioria da pobresa, exclusao social, prostituicao, alienacao (economica e cultural) -que existe no Canada, e ao que parece sempre existiu, pois faz parte da propria cultura- foram os indios os primeiros e continuam a sofrer desta exclusao.
 
O desenvolvimento do Canada foi feito a custa do sacrificio dos imigrantes e da crescente exclusao dos indios, que hoje vivem em reservas ou nas mais pobres condicoes, e como por vezes nao existicem indios, nao se veem indios na policia, nem no governo, a area deles e mais servicos, construcao...Mas a esse nivel tambem se encontram os  novos imigrantes, enquanto os imigrantes com muito esforco parace conseguir evoluir na heirarquia economica, ha factores dos maris variados que parecem limitar a evolucao social dos indios.
               
 
As tencoes entre a cultura india e a branca sao obvias, como me parece obvias, e estas espelha se na forma como os indios se sentem traidos historicamente pela forma como os ingleses , holandeses e  alemaes, e seus descendentes quase eleminaram a sua lingua, cultura e tradicoes por acharem a cultura india "inferior", e o espelho desta falta de capacidade de aceitar o diferente espelha se na forma como os canadianos "aceitam" as outras culturas, mantendo uma cordial distancia e desinterese.
 
O Idle no more e exactamente um movimento social com origem nas varias tribos do Canada e embora haja algum desentendimento sobre o que fazer com o movimento, segundo os medias nos dizem...mas vindo dos media mainstream, esta perspectiva precisa sempre de uma pitada de sal pois e a quase inexistencia da voz dos indios nela, que esse gesto de cepticismo faz toda a diferenca, para uma visao real quanto possivel, do que se passa.
 
Os indios querem ter os mesmos direitos, a mesma educacao que o resto dos canadianos e tudo isto vem do Indian Act http://www.ottawacitizen.com/news/Indian+reserves+should+both+abolished/7782316/story.html  que foi segundo os indios o comeco do fim que levou as tribos e cultura india ao que hoje vemos. Nao nego que seja um tema complexo e fascinante e tem obviamente respostas complexas, no entanto a maioria dos canadianos, segundo me e dado a ver dos media mainstream, ha um grande desinterese geral por aqueles que foram os primeiros habitantes do Canada.
 
Quem vem de fora como eu e me dificil compriender como se pode ignorar e esquecer tanto uma cultura e que parece que lembrar este povo de cultura tao interesante, parece por vezes fazer um favor. Claro que se fazem cerimonias  indias de bensao sempre que ha um eventos politicos, sociais ou culturais, eles estao la, no entanto e inegavel esta indiferenca geral, que faz este mal estar nos indios e na vontade que eles tem de serem valorisados pela sua cultura, sem serem os postais turisticos que todos pensamos serem o espelho do "real canada", tao mais compriencivel.
 
O Canada, parece-me so pode ser entendido e visto, se conhecer-mos antes de mais a cultura india, ela define mais o Canada do que muitos pensam/conhecem, embora a Historia fale mais dos brancos de olhos azuis como os "construtores" desta nacao.  Este pais existe e foi construido e ainda e, devido ao esforco indio de nao serem esquecidos, porque se se esquece a cultura nativa, aqui ou em qualquer outra cultura, esse pais deixa de ter passado e deixa de Existir, passando a ser um pais de faz de conta, onde so uma perspectiva, sempre limitada e quase propagandistica, da historia se afirma....
 
Fica feita a reflexao que de certo continuara sobre o movimento Idle no More.......
 

Thursday, January 24, 2013

Biblioteca Humana

Todos somos livros, ricos em historias, experiencias, ideas, no entanto ha certas pessoas unicas entre nos que com o que tem para nos dizer sao capases de nos fazer o mundo e o esteriotipos, sempre limitadores e que nos julgamos englobar alguma ""verdade"", de forma completamente diferente. E foi com isso em mente que foi criada em muitos paises de lingua inglesa a Biblioteca Humana http://humanlibrary.org/, incluindo claro, as bibliotecas de Vancouver, Surrey, Toronto e Monreal, com o objectivo de quem desejar poder falar com pessoas unicas e diferentes de nos e nos mostrarem outras realidades sociais e culturais, que nos ajudam a ver a nossa propria vida noutra luz.
A diferenca nao e para ser temida ou mal tratada, como muitas sociedades mal formadas e concervadoras fazem, mas aceite e conhecida, porque nos tambem somos "diferentes" em comparacao a um "outro", mas ao conhecermos certas realidades e verdades dessas vidas diferentes, podemos ver que se ser diferente, embora a muito custo pessoal, pode ser outra classificacao para se ser, unico.
 
Entre essas realidades e nos possivel falar com um escolar musulmano, um policia gay,  antigo neo nazi,uma mulher transsexual, um antigo pedinte que vivia na rua, entre muitas outras pessoas de grande interese http://www.cbc.ca/bc/community/blog/2012/12/cbc-vancouver-human-library.html. Livros podfem mudar as nossas vidas, os nossos valores e percepcoes, e e exactamente isso que fazem estes livros "humanos", e espera se com ele contribuir para reduzir coisas como perconceitos, ideas negativas em relacao aos outros e ate mesmo taboos, Esta biblioteca humana de muitas vidas permite a quem quizer conhece-los a oportunidade de ver a vida de outra forma, que a sociedade geralmente  ignora e teme.
 
O mundo pode mudar, se tivermos a abertura de ouvir e de perceber e de deixar de pensar por momentos em nos, visto que de nos ja sabemos demasiado, porque a riqueza de vida, se tivermos oportunidade de aceitar, esta nos outros, basta termos interese e curiosidade, para isso teremos que recear menos e aceitarmos mais os outros.
 
Esta inicitiva seria interesante se fosse feita nao so pelas bibliotecas em paises de lingua portuguesa, mas nas escolas e que tivece o apio das principais instituicoes, incluindo a igreja, porque para acabar com preconceitos e alguns taboos sociais, nao e so uma questao de educacao familiar; e uma responsabilidade dos governos e da sociedade em geral, de cirar plataformas para eles serem reduzidos atrazes de educacao, partilha e acima de tudo, uma madura e profunda reflexao sobre a vida.
 
 

Saturday, January 19, 2013

Sharia no Canada (documentario)


Questoes de Trabalho

Muitos leitores perguntam se se ha trabalho e como esta o Canada nos dias que correm, ele esta em boa condicoes, ha sempre trabalho, as universidades estao cheias, os centros comerciais cheios sempre, seja dias de semana ou fim de semanas. Um bom guia para saber como anda a economia e os mercadores fortes e menos fortes, alem de uma boa pesquiza, este sites sao de grande utlidade:
 
 
 
 
 
 
O canada vive de dinheiro, a semelhanca da america e como ela e se ha uma semelhanca entre es 2 paises e nessa violente ganancia de viver segamento do dinheiro, para o dinheiro e ser defenido por quanto se gasta. Como tal, todos fazemos parte tanto da demanda como da procura, logo aqui que nesses sites estarao pistas sobre as nessecidades economicas do canada, que todos os imigrantes completam com o seu trabalho.
 
Boa Sorte a todos leitores

Tentaculos da DEPRESSAO

Depressao e doenca que custa, doi e e roi a alma de quem sofre dela, maleita esta que nos prende nas nossas emocoes e nos limita em tudo. Eu tenho sofrido deste mal desde a muito tempo e nao nego a sua influencia, reconheco que muitos homens sao incapases de admitir as suas fraquezas, muito mais esta, no entanto quando se aceita a sua presenca, e bom que o resto do mundo nos perceba atravez dela.
 
A sociedade forca-nos a que sejamos mais do que somos e por vezes, pessoas diferentes do que somos, essas mascaras de forca, coragem ou seja do que for, tambem doem a ser usadas e eventualmente a face da dor e depressao um dia surgira...e a vida. Mas nao e facil ter depressao num mundo cheio de exigencias, conflictos e toda mais lista de realidades, alguns podem dizer "mas elas sempre exitiram" e verdade que sim, so que enquanto uns conseguem enfrentar o mundo, outros precisam de mais ajuda, se a vida nao e facil para a maioria, e mais dificil para quem tem depressao.

Depresao faz me perder o prazer por aquilo que tinha como prazer, ate escrever no blog, sabendo eu que ha sempre muito a ser partilhado e reflecitido, "custa" ate certo ponto, nao e por preguiza, mas sim porque a depressao "prende" a vontade de quem precisa dela. Muitos podem "simplificar" a depressao como forma de ""entende-la" dentro do possivel, por vezes e difcil por em palavras o que nos vai na alma e quando explicado os "outros" tem a tendencia de "interpretar" este mal atravez de uma limitada perspectiva ou perconceito deste mal.

Nos dias que correm depressao e algo comum, pelo que li nas minhas pesquizas, chegam a chamar lhe a "constipacao das doencas mentais" de tao comum e "normal" que e; no entanto nao e a sua normalidade que a faz menos relevante ou lhe tira a importancia, pois este mal distroi pessoas, familias e vidas, se nao tratada a tempo e profissionalmente, logo esta dita "constipacao das doencas mentais" deve sempre ser levada a serio, por mais vulgar, infelizmente, que seja.


A sorte nestes momentos de profunda dor na vida de cada um e quando, como eu, encontramos doctores, terapeutas e livros que nos ajudam nasta luta interior, e que neste processo de crescimento e descoberta pessoal vao nos dando pistas para quem somos, deixando nas nossas maos quem queremos ser...Enganen-se quem pensa que a depressao pode ser curada em meses, muitas levam anos e vidas, e depende muito de cada um assim como do que o rodeia em termos de familia, amigos e ambiente de trabalho, para conseguir erguer se quando a nuvem da depressao paira sobre o deprimido.

Nesta busca pessoal, e nem sempre de respostas faceis individualmente, cada pequena victoria e exactamente isso, mesmo que os outros, familia e amigos que nao sofrem deste mal, veijam essas vitorias como algo, por pequenas que sejam, como insignificantes...Este e o mundo do deprimido, um mundo e uma realidade que conheco demasiado bem e contra o qual tenho estado a lutar contra e bem sei que muita gente que me le conhece ou ja conheceu alguem que sofre este mal.


Reflcto sobre a depressao, nao por achar ter resposta ou uma cura milagrosa para ela, no entanto sei que partilhando a minha dor, torna o peso menos pesado, essa e uma razao porque as pessoas escrevem, nao so para pensarem alto, mas para darem se a conhecer, nunca negando que a experiencia de cada um por mais unica que seja e sempre universal e intemporal no que ela tem de mais humano e existencial.

Alem de falar como tenho feito da minha experiencia de imigrante no canada, que muito aconteceu que gostaria de partilhar, a par disso acho que dar a conhecer esta condiccao e pensar sobre ela podera ajudar de alguma forma quem esta a passar por ela. Em baixo deixo a capa de um livro ( Feeling Good de David Burns) sugerido pela meu medico de familia que sem terminologias tecnicas fala directamente com o leitor e da solucoes e reflexoes para lutar contra a depressao, espero que seja util para quem me le.


Obrigado e ate breve

"Nada é tão difícil que, à força de tentativas, não tenha resolução." Terêncio

"Os que, para agir, esperam sempre que tudo seja perfeito, jamais realizarão alguma coisa Textos Cristãos