UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Saturday, June 01, 2013

Clash Cultural com Japoneses

       Primeiro deixem me comecar pelo inicio desta  historia para quem me ler perceber como, onde e porque se deu este clash cultural aqui em Vancouver. Eu desde que cheguei ao Canada tornei me budista de uma organizacao japonesa http://www.sgi.org/ introdusida por mim por uma "amiga" de escola na altura, pouco a pouco e por falta de amigos com que me connectar fui me lingando a essa organizacao que falava de felecidade, mudar o mundo e a descoberta pesoal como se foce algo que este grupo seria capas de concretizar.
       Como disse antes, este grupo e Japones e isso e inegavel, da forma como esta estruturado, o amor quase "sagrado" ao seu lider e lideres que parecem seres perfeitos e uma tao absoluta devocao que nao nego sempre me incomdou, claro que tambem ha la ocidentais com igual ou mais devocao que os japoneses. 
      Mas eu sempre decidi manter uma saudavel distancia, porque por vezes acreditar cegamente em alguma coisa torna se por vezes em fanatismo, cegueira e mesmo, leva a completa eleminacao do individou dentro do grupo o que sem duvida acontece neste grupo, porque para a "saude" do grupo, so acreditanto e "cantando" algo tipo mantra, alcancamos os ideias referidos em cima.
     Com o tempo e bastante reflexao fui me apercebendo que os ideias e ambicoes do grupo a que pertencia e a forma como eles queriam alcancar esses mesmos ideias era demasiada comodista, passifista, conformista e mesmo super concervadora, por mais que nos cantase mos o mantra eu sentia tudo na mesma, e eu queria era real accao social, nao ficar a frente de um pregaminho a procura da minha natura budista....
      Mas depois deu se um evento na minha vida que pos tudo em perspectiva, sofri de depressao, perdi o meu emprego e sentia me perdido o que fazer a seguir, e foi nesse momento que os amigos que fiz neste grupo me sugeriam que eu canta se o mantra para a minha naturza budista me dar forca nessa altura, mas nao resultou para mim!! E comecei a ver que o conflicto e divisao que ia crescendo entre mim e esta organizacao nao era so de visao pessoal e do mundo mas tambem dos valores profundamente opostos que ambos defendemos e temos.
       Desta organizao nao ganhei nada nesta hora de nessecidade e os "amigos" nao estavam a altura da amisade que se diziam defender, resumidamente os valores budistas e japoneses desta organizacao criaram em mim uma revolta e raiva que foi do conhecimento de muitos ditos "amigos.
       Nao se ajuda ninguem forcando pessoa a obdiencia e a incapacidade de pensar e agir criticamente, coisa que para este grupo puramente japones e a maior ofenca, pois na cultura japones um individuo tem que aceitar a visao geral do grupo e do seu lider e mostrar opiniao e ate hoje em dia algo tao horrivel como perder a honra e manchar o nome da familia. Foi com esforco e contronto que me libertei deste grupom, porque para eles, os que estao neles, viver fora dele e algo impensavel e a coisa mais horrivel que pode acontecer aos seus menbros, mas quando e tempo de escolher outro caminho nem uma organizcao nos pode parar ou se tornar um obstaculo quando os seus resultados reais valem a nada!!
       Apercebi me que embora goste da cultura japonesa na sua riqueza e longa historia, sao os valores desta que mais me incomodam, pois vao contra aquilo que como Ocidental e Europeu tomo como vital e que sou capas de defender ate ao fim, Liberdade E Determinacao Pessoal, e nenhum grupo me podera forcar o contrario, mesmo que hipocriticamente se diga querer mudar o mundo e alcancar a felecidade de todos...so quando os valores olham o espelho da realidade sabemos se sao capases de durar ou morrer!!
      Neste caso, quando confrontei os membros deste grupo com as verdades de 8 anos de budismo e daquilo que o grupo e ou poderia ser, pois ate escrevi uma carta dando sugestoes, fui recebido com receio, desculpas e mais mascaras e mentiras!!...Que se pode dizer quando um grupo receia o seu proprio reflexo ou ate mesmo uma sociedade, como a japonesa que ainda defende valores dos tempos dos imperadores??!! Que verdades ou solucoes poderao vir do medo da Verdade de um so membro??
    Aceitar, Ignorar, julgar?? Eles bem tentaram iludir me focando em coisas que nao o concervadorismo e medo do prorprio grupo, eles tentaram, nao nego, mas eu sempre lhes lembrei do que fugiam...e para isso ainda nao tive resposta clara! Viver de fantasias, obediencia e silencio da nisto quando alguem desafia a ordem que se sempre aceitou como sagrada, nada e sagrado e muitos so quando controntados e questionados aprendem essa licao!!
      Este foi sem duvida um caso de clash social e cultural entre os japoneses e eu, mas so foi assim tao doloroso e longo a resolucao deste incidente porque o factor religioso era o ponto em comum. No mundo de hoje em dia muitos japoneses ainda tomam religiao como algo vital enquanto a maioria e lhe indiferente, e ligado a estes valores religiosos ainda vive muito do passado e do orgulho nacionalista que a Segunda Grande Guerra nao apagou, antes reforcou e envigurou..
       Espero que esta reflexao e partilha de experiencia sirva para ajudar alguem a pensar sobre a complexidade e o esforco emocional e flexibilidade pessoal que e nesseciario quando se interage com outras culturas...mas mesmo assim por mais conflicitos que ajam tem se muito a aperender com outras culturas..SEMPRE!
 
Tiago R