UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Monday, July 12, 2010

A estranha lingua tao familiar....

Um dia tinha que partilhar isto, pois acontece me com tanta frequencia que e me faz por vezes sentir um estranho entre aquiklo que inicialmente me devia ser familiar. Acho que a melhor forma de dar a perceber o que pretendo dizer e se narrar o que me acontece pois assim sera mais facil para aqueles que nao vivem num mundo onde se falam uma dezena de linguas, como aqui em vancouver e a ocasional tarefa que e por vezes percebe las, quanto tempos a capacidade de o conseguir.

Certo dia entrei num autocarro e tenho por habito houver o que me rodeia, as linguas que se falam, e aperceber me das pessoas que me acompanham, depois de me sentar puz o ouvido a escuta para perceber que lingua que um casal simpatico estava a falar, eles eram morenos e algo latinos no entanto nao me apercebei de estarem a falar portugues, das minhas varias tentativas, o meu ouvido pareceu me ouvir alemao, sueco, frances...mas foi ao chegar um grupo frances apercebi me que o que o casal estava de facto a falar era portugues do brazil.

Eu sei que isto pode parecer absurdo para quem nao vive ou fala umal ingua diferente e onde devido a muita pratica comecamos a perder a senciblidade para a nossa propria lingua, e acho mesmo que quanto mais anos se vive no estrangeiro menos sencibilifdade vamos tendo para nos apercebermos de quem esta entre nos pode ser da nossa cultura. E acho que viver numa cultura tao variada como a do canada, tambem leva a que estes acontecimentos se deem com muita frequencia, porque acho que a nossa mente tenta moldar se tanto ao que ouve que chega a este extremo, acredito se perguntarem a outros imigrantes sobre experiencias deste tipo onde a nossa lingua soa a estrangeira acho que eles concordaram....imigrar nao e sempre ganhar, as vezes vao se perdendo coisas, a pouco e pouco.

A maior riqueza do imigrante e a sua memoria e o que veio do passado, mas para se avancar para o futuro, muitas coisas nos vao deixando, nao so as pessoas que somos ou que fomos, mas aquilo que tomavamos como "sagrado"....parece me..

1 Comments:

Blogger Luis said...

Caro Amigo, sem duvida que a maior riqueza de um emigrante é a sua língua natal, aquela que escutou em pequenino dos seus pais. Como dizia Fernando Pessoa: "a minha pátria é a língua portuguesa". Quero dar-lhe os parabéns pela sua vontade imensa de não esquecer tanto aquilo que ama - a língua portuguesa. Quem sabe um dia não nos encontramos os dois a falar esta que é a língua de Camões! Abraço de um Luso-canadiano a viver em Portugal.
Luís Pinto

October 01, 2010 10:28 AM  

Post a Comment

<< Home