UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Tuesday, March 11, 2008

Amor sem fonteiras

Viver num pais como o Canada permite nos conhecer outras culturas de uma forma bastante natural. Em Vancouver culturas de todas as partes do mundo se inter-relacionam e interagem umas com as outras seja onde for, isto faz com que para que todos possamos viver Harmoniozamente nesta manta de retalhos haja em nos uma abertura ao outro na sua complexidade e origem.

Mas claro nem todos tem essa abertura e flexibilidade, sejam os que ja ca estao ou os que vieram para ca por varias razoes. e tambem preciso lembrar que algumas comunidades se fecham em si mesmas e so as vezes se abrem ao mundo. Uma dessas comunidades sao os chineses, japoneses e ate mesmo os portugeses.

Para aqueles que acham que so se abrindo ao mundo e aos outros e a unica solucao ha muito a ganhar dai, uma dessas coisas e apaixonar se por alguem de outra cultura, como me aconteceu.
Ter "flexibilidade cultural", como eu lhe chamo, exige o seu esforco, talvez seja por isso que seja raro achar nas festas portuguesas um portugues na companhia de uma negra ou asiatica ou india nativa, nao porque a razao disto, mas nunca vi tal coisa.
Eu sempre fui alguem aberto as outras culturas e sempre achei que ja sei o sufienciente sobre a minha cultura para a poder representar na presenca de outras culturas, logo decidi ter amigos que nao de origem portuguesa.

Namorar alguem de outra cultura tem os seus desafios, nao nego, se fazer o mesmo com a nossa proprio cultura e o que sabemos, entao com outra as coias tornam mais complexas. Ela e Filipina, uma das culturas asiaticas mais abertas e simpaticas que alguma vez conheci, mas nem por isso sem deixar a sua boa dose de concervadorismo porque sao conhecidos.

Ao inicio ha sempre esse receio das diferencas culturais, mas cedo nos apercebemos que temos varios pontos em comum. Ate mesmo os chinses que sao quase fobicos em relacao a mixturas nao se apercebem dos pontos em comum connosco europeus, que os ha ate bastantes, a familia, a tradicao, as heirarquias, o respeito pela religiosidade, nisto ambas estao ao mesmo nivel.

E o por ser Amor entre culturas o proprio Amor ganha outras dimencoes que nao existem quando estamos a relacionarmo-nos com a nossa cultura, porque nesta tudo e entendido de acordo com os valores de cada individou e logo da sua essencia Cultural.
Ate podia falar dessa, mas se o fizesse isso seria mecherico e estou a escrever isto antes para ilusidar sobre o Amor entre Culturas. Isto das relacoes multi culturais de facto e algo muito vulgar por aqui o que torna viver neste pais algo de fascinante.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home