UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Friday, April 28, 2006

A (des)aventura do Ingles

Aprender ingles e sempre um desafio, muito mais num pais em que poucos parecem interesados em aprende-lo. Mas esta aprendisagem tem muito que se lhe diga, desde o que se aprende nos Liceus e Ciclos ate ao uzo pratico dessa mesma lingua, muito ha para ser feito, e dito nesta area.
E curioso ver o desinterese que existe em relacao a esta lingua em Portugal, basta contar por cada turma que, sao os bons alunos e os interesados. Tambem os sistema educativo nao e muito dado a estimular os alunos para a aprenderem, fazendo com que muitos sintam que ir as aulas de ingles seja uma autentica tortura.
No meu tempo, a unica coisa que suvisava este sofrimento era o facto de a beleza da minha professora e a sua simpatia que faziam com que esta lingua fosse mais facil de engolir e degerir. Com o tempo tambem dava para ver quem gostava de aprender ou estava ali para sofrer.

Tambem e preciso que se pergunte, porque raio e nessecario aprender uma lingua que vai ser de pouco uso? e que vendo bem, quantos alunos irao para a universidade onde presizaram desta lingua? muito poucos, sem duvida...no entanto o sistema nao se adapta a realidade. E ha tambem outro factor, o modo de ensinar ingles ou outra lingua, que e feito uzando duas tecnicas totalmente dispares. Uma tecnica e a de ensinar ingles, e a de como se os alunos fossem viver para inglaterra para sempre, fala-se ingles, faz se muitos exercios que serao esquecidos quanto da o toque da saida. Outra tecnica e a de dar ingles como nada fosse, le-se, ve-se filmes, fazem-se alguns exercisios. O que costuma acontecer, e que a maioria faz o 12 ano e nunca mais uza o ingles..

Mas depois existem aqueles que emigram, como eu, e veem que aquilos que lhe ensinaram precisa de mais pratica e exercisio do que me foi dado pelos meus professores. Eles ensinaram, nao nego, mas apercebo me que muito ficou por aprender. mesmo o meu pai que tem tantos anos de ingles quanto eu tenho de idade, 26, afirma precisar de aprender ingles. O ingles e uma lingua fascinante complexa e multi-facetada, para o bem e para o mal. Mas depois de ja estar a aprender esta lingua a quase 3 anos eu sinto que eu ja nao aprendo ingles, eu luto com ele, pois quando escrevo cada erro conta para a minha avaliacao.
Dexem me dar um exemplo..no curso onde estou tenho que escrever de 350 a 420 palavras e so me e permitido fazer 6% de erros, e surpriendente, mas quando for para o 12 ano, so me sera permitido fazer 4% de erros. E nao nego que alcancar isto seja facil, longe disso, de facto so com boas bases de gramatica podem ser alcancadas, e mesmo assim nao e facil. Uma nota, aqui o ensino do ingles e feito em trimestres, ou seja, obedecendo a logica, cada tres meses avancamos, fazendo com se va por exemplo do 10 ano ao 12 em 6 meses, se tudo correr bem.

O que me e eixigido onde estou nao e para aprender ingles, nao, o que eles querem e que eu assemile o ingles, que o fassa parte do meu incosnciente, sem exageros, eles querem que eu fale como um canadiano. E depois disto tudo reparo e vejo onde quem me ensinou falhou. Pois o que nao me ensinaram foi a nivel de aprendisage, o ingles, nao de assimilacao..e claro, quem aprende pode sempre desaprender, e e o que muitas vezes acontece no ensino de uma lingua em Portugal..

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home