UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Wednesday, December 26, 2012

BOXING DAY

Todos os anos no dia seguite ao dia de Natal chega o Boxing Day, o dia em que tudo fica a metade ou mais de metade do preco, e se nos fim de semanas os centros comerciais estao cheios, qual devocao capitalista, no Boxing Day e uma loucura total em que o dinheiro parece nascer nas arvores de tao rapido que sai da carteira dos consumidores.
Quanto mais ricos os paises, ou talvez quanto mais presente o capitalismo numa nacao, mais esta devocao do gastar ate nunca mais parece estar mais presente, e e sem duvida complicado tentar fugir das tentacoes capitalistas, e eles bem sabem que se existe desejo e statues, sempre em grandes subjectivas quantidades, ligado a algo e bem complicado nao cair em tentacao e por vezes gastar o que nao se tem.
 
Eu confesso que e complicado viver num pais como o Canada onde o dinheiro e o consumo tem tanta importancia social, aqui nao se valorisa muito o statues que a pessoa tem, aqui o que importa e ser se feliz com o frutos do trabalho, sempre valorisado pois o o ciclo trabalho e consumo vivem no Canada em perfeita "harmonia". Aqui o consumo, tanto o que se consome e como se consome tem grande importancia, bastar dar um salto a metrotown http://www.metropolisatmetrotown.com/ o segundo maior centro comercial do Canada, para perceber esta "devocao" do consumo, ou a Robson http://www.robsonstreet.ca/, uma das ruas mais chicks da baixa de Vancouver, e em boa verdade vos digo, que a baixa, como em todas as downtowns de todas as cidades, e um fervilhar de tentacoes e consumo.
 
Viver numa sociedade em que consumir e gastar indiscriminadamente e a norma, faz com que ir contra a corrente seja algo complicado, e falo por mim,  porque por vezes chega a um ponto em que esta mentalide se torna algo adictiva, porque nem so o consumo de alchool ou drogas provoca adiccao, este tipo de forma de estar e de viver faz tambem as suas vitimas com enorme debitos para pagar, sem esquecer a falta de espaco que este consumo desregrado, de evidente culpa social, cria tambem os seus viciados.
 
Muitos acham que apontar o dedo ao capitalismo e  algo que "socialistas" fazem, mas basta abrir os olhos e pensar criticamente o socificiente para repatrar este sistema de consumo, trabalhar para comprar o que mais tarde sera lixo ou para impressionar os outros e uma luta que apenas nos torna mais sos, competitivos e cada vez mais distantes uns dos outros ao nivel mais humano. Basta pensar algumas decadas atras, onde este capitalismo estava na sua "infancia" para ver tao diferente nos eramos e a forma como nos tratavamos uns aos outros, eu nasci numa epoca em que isto que hoje presenciamos estava no comeco, so me pergunto se sera na minha geracao que irei ver este capitalismo e consumo "cego" ganhar algum coracao ou alma que a muito se esqueceu de ter....

1 Comments:

Blogger Fmaria Mesquita said...

O teu deixa-me feliz por saber que alguem pena como eu neste pais imenso. Quando vim para aqui, levaram-me a uma festa portuguesa e uma das primeiras perguntas que me fizeram foi;;; A FERNANDA SA QUE A MAIORIA DOS PORTUGUESES QUE ESTAO NESTA FESTA SAO MILIONARIOS?... nao respondi, se aquela me conhecesse saberia o quanto descabida tinha sido aquela pergunta. Pois parece que o dinheiro aqui e' realmente o marco de referencia dos emigrantes. incrivel entrei aqui porque ando a procura de uma loja que venda livros portugueses. Infelizmente aqui em Edmonton nao existe e ao entrar numa biblioteca senti a triteza de dar com a parte mais pobre da biblioteca, a parte portuguesa com apenas meia duzia de livros. Eu escrevo e vou tentar colocar alguns livros da editora que ja editou algumas coisas que escrevo, mas nao sei se terei sucesso. Parabens por pensar assim. Penso que no Boxing Day as pessoas compram o que nao precisam, apenas por comprar. Teria muito mais a dizer mas ja vai longo este comentario. vou continuar a procura de uma livraria que venda livros portuguesas. Disseram me que em Vancouver existe.

January 05, 2013 10:35 AM  

Post a Comment

<< Home