UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Thursday, July 28, 2011

O vizinho de cima!!

Vizinhos....todos nos os temos e todos nos somos inevitavelmente, vizinhos de alguem. O meu vizinho ou vizinhos, visto ser um casal, tem o pessimo habito de quando nao sao barulhentes com uma estupida, repetitiva e monotona musica de discoteca. E tem um caozito que so se lembra de ladrar por alturas quando toda a gente se vai deitar, verdade seja dita..eles so dao ares da sua estupidez quando o predio esta em silencio.

Mas que tem isto haver com imigracao? podem se perguntar, isto parece me que nao so tem haver com imigracao tem tambem muito haver com a sociedade urbana onde muito de nos vivemos, tornando o problema com o vizinho de cima algo universal. E e bom lembrar que ja nos tempos dos romanos ja construiam predios de uns 2 andares, logo vizinhos, sempre os hoveram.

As relacoes entre vizinhos, parece me de certa forma tem em si muito daquilo que nos somos e da forma como somos uns com os outros no mundo em que vivemos, onde estamos cada vez mais fechados, isolados e vivemos a nossa vida ignorando de quem vive no andar de cima, de baixo ou a nossa frente.

Nos somos mesmo ignorantes e cegos uns dos outros nao somos?? e chego a pensar que por vezes temos receio dos outros. E chega a ser estranho como numa cidade cheia de gente, estamos tao sos. Havera algo errado na nossa forma de estarmos socialmente, que chegamos ao ponto de achar que trocar olhares com descolhecidos pode ser mau sinal?...estranho mundo moderno, a unica coisa que nos talvez falte modernizar e a nossa forma de pensar em relacao ao "outro" e a nossa relacao a "ele" e vice versa, nao sera?

Voltando aos vizinhos...que tipo de vizinhos somos nos? " bem eu sou um bom vizinho!" muitos se devem achar, mas nisto de ser bom vizinho, ou mesmo boa pessoa parece estar mais na percepcao dos outros do que da nossa nao sera?

Pois quem somos nos para dizer que somos bom viznhos quando a forca do nosso ego e raiva achamos por bem bater portas e falar alto so para mostar "quem manda la em casa"?...acho que nao serei o unico a pensar que essa forma de ser bom vizinho deixa muito a desejar..

Talvez o maior problema dos temos modernos -onde as grandes marcas, e a sociedade em geral segue como um cardume de peixes, nos vendem produtos que nos fazem mais belos, mais "in" e mais sexys- se resume ao nosso Ego. Ha tanto Ego na nossa sociedade quem chegamos a pensar que merecemos tudo, sem esforco, e que somos tao especiais que todos nos devem ouvir mesmo que o que temos para dizer e irrelevante e util no final de tudo.

No tempo dos nossos pais e avos, porque um bocado de nostalgia nos pode ensinar algo, havia um maior espirito de uniao e certos paises ainda o ha, como em Africa e Asia em certas areas, e verdade seja dita que esse espirito de coumidade a muito se deve a alguma isolacao e tradicao que permanece. Mas no ocidente esse espirito de comunidade perdeu se, e agora quando um vizinho de arma em estupido so nos da vontade de o estrangular.

Talvez seja a globalizacao, talvez seja a sociedade em que a lei dos mais forte fala mais alto e todo o stress que o mundo de hoje em dia nos forca contra vontade, mas algo tera de mudar porque quando o espirito de respeito entre vizinhos ou desconhecidos se perde; as questoes que isto levanta nao so so sociais ou economicas, sao sim universal moralmente humanas e todos...eu e o leitor, temos responsabilidade nisso!!!

A dias fui a biblioteca e achei um grupo ou movimento com a procupacao de fazer com que nos como sociedade nos tornemos mais silenciosos http://www.quiet.org/ pois cada vez mais com mais ruido e barulho; mais e mais nos distanciamos do mundo natural e talvez a unica forma de nos tornamos mais comunitarios, seja atravez de mais silencio e  a aproximacao a Mae Natureza...

0 Comments:

Post a Comment

<< Home