UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Thursday, July 28, 2011

O debito americano: part 1

O debito americano, tem vindo nas noticias mais recentemente, visto que o Canada e o mais com grande relacoes economicias com a America, e estando o Canada em termos de ratings nos AAA,o maldito rating que pode valorizar ou desvalorizar uma nacao de forma que chega a ser violento de tao absurdo, e em crescimento o debito americano nao so afectaria a America, mas a Europa tambem de forma brutal.

Aqui deixo um curto depoimento de uma individualidade do "2011 Fiscal Summit" que ajuda a perceber a situacao economica actual.




O vizinho de cima!!

Vizinhos....todos nos os temos e todos nos somos inevitavelmente, vizinhos de alguem. O meu vizinho ou vizinhos, visto ser um casal, tem o pessimo habito de quando nao sao barulhentes com uma estupida, repetitiva e monotona musica de discoteca. E tem um caozito que so se lembra de ladrar por alturas quando toda a gente se vai deitar, verdade seja dita..eles so dao ares da sua estupidez quando o predio esta em silencio.

Mas que tem isto haver com imigracao? podem se perguntar, isto parece me que nao so tem haver com imigracao tem tambem muito haver com a sociedade urbana onde muito de nos vivemos, tornando o problema com o vizinho de cima algo universal. E e bom lembrar que ja nos tempos dos romanos ja construiam predios de uns 2 andares, logo vizinhos, sempre os hoveram.

As relacoes entre vizinhos, parece me de certa forma tem em si muito daquilo que nos somos e da forma como somos uns com os outros no mundo em que vivemos, onde estamos cada vez mais fechados, isolados e vivemos a nossa vida ignorando de quem vive no andar de cima, de baixo ou a nossa frente.

Nos somos mesmo ignorantes e cegos uns dos outros nao somos?? e chego a pensar que por vezes temos receio dos outros. E chega a ser estranho como numa cidade cheia de gente, estamos tao sos. Havera algo errado na nossa forma de estarmos socialmente, que chegamos ao ponto de achar que trocar olhares com descolhecidos pode ser mau sinal?...estranho mundo moderno, a unica coisa que nos talvez falte modernizar e a nossa forma de pensar em relacao ao "outro" e a nossa relacao a "ele" e vice versa, nao sera?

Voltando aos vizinhos...que tipo de vizinhos somos nos? " bem eu sou um bom vizinho!" muitos se devem achar, mas nisto de ser bom vizinho, ou mesmo boa pessoa parece estar mais na percepcao dos outros do que da nossa nao sera?

Pois quem somos nos para dizer que somos bom viznhos quando a forca do nosso ego e raiva achamos por bem bater portas e falar alto so para mostar "quem manda la em casa"?...acho que nao serei o unico a pensar que essa forma de ser bom vizinho deixa muito a desejar..

Talvez o maior problema dos temos modernos -onde as grandes marcas, e a sociedade em geral segue como um cardume de peixes, nos vendem produtos que nos fazem mais belos, mais "in" e mais sexys- se resume ao nosso Ego. Ha tanto Ego na nossa sociedade quem chegamos a pensar que merecemos tudo, sem esforco, e que somos tao especiais que todos nos devem ouvir mesmo que o que temos para dizer e irrelevante e util no final de tudo.

No tempo dos nossos pais e avos, porque um bocado de nostalgia nos pode ensinar algo, havia um maior espirito de uniao e certos paises ainda o ha, como em Africa e Asia em certas areas, e verdade seja dita que esse espirito de coumidade a muito se deve a alguma isolacao e tradicao que permanece. Mas no ocidente esse espirito de comunidade perdeu se, e agora quando um vizinho de arma em estupido so nos da vontade de o estrangular.

Talvez seja a globalizacao, talvez seja a sociedade em que a lei dos mais forte fala mais alto e todo o stress que o mundo de hoje em dia nos forca contra vontade, mas algo tera de mudar porque quando o espirito de respeito entre vizinhos ou desconhecidos se perde; as questoes que isto levanta nao so so sociais ou economicas, sao sim universal moralmente humanas e todos...eu e o leitor, temos responsabilidade nisso!!!

A dias fui a biblioteca e achei um grupo ou movimento com a procupacao de fazer com que nos como sociedade nos tornemos mais silenciosos http://www.quiet.org/ pois cada vez mais com mais ruido e barulho; mais e mais nos distanciamos do mundo natural e talvez a unica forma de nos tornamos mais comunitarios, seja atravez de mais silencio e  a aproximacao a Mae Natureza...

Wednesday, July 27, 2011

O puto do skate

Uma prima minha deu me a dias a noticia que este video ai em baixo tinha sido um sucesso em Portugal, o que fio para mim nao so uma grande admiracao, sem esquecer uma enorme estupefaccao. Eu perguntei me " que raio tem este video de valor para merecer tanta atencao?", talvez seja a atitude se falsa seguranca do "boss" ou o facto que ele ia sendo quase atrupelado, ou talvez o facto de isto ter tudo acabado com ele a cair comicamente entre a vegetacao depois de uma atribulada descida.

Mas mesmo depois de pensar sobre isto tudo, continuo sem perceber o valor de tanta atencao dada a este video. Bem sei que os jornais portugueses, na boa maneira superficalmente e sencacionalisticamente  americana que os jornais de hoje em dia em Portugal parecem tender, chegaram ao ponto de nos darem a conhecer os comos e os porques do video, do moco do skate a toda a historia por detras dela, e volto a perguntar caros leitores "o que raio isso interesa para alguma coisa!!???".

Decadas atras Andy Warhol http://www.warholfoundation.org/  o pai da arte pop, fez de tudo arte, dos produtos de consumo a videos de famosos que durante minutos eram filmados, ate todas as mascaras desaparecerem e o lado mais humano mais fragil ser revelado por detras das "mascaras"; Warhol chegou ao ponto de filmar a expressao de orgamos enquanto um homem recebia sexo oral (em baixo) mas nao se ve directamente na camera.

E isto chamaram lhe arte porque Andy Warhol acreditava que todos teriamos 5 minutos de fama no futuro, pois este boss do skate ja teve os seus, e depois de ver e rever este pecado de futil comedia do quotidiano pergunto, " e agora, qual e o valor de tudo isto?".

Bem sei que muitos leitores devem me estar a tentar dizer "mas tu nao percebes que isto e so entredimento?" bem sei que e..a juntar a inutil e inconsequente. Vivemos no mundo em que "fama" faz se de nuvens e fumo, vejamos o caso do cantor canadiano Justin Biever, feito famoso devido a net que hoje em dia tem milhoes de fans, mas o pobre desgracado nao sabe dizer que mereca a atencao de alguem com um nivel de escolariadade superior a quarta classe.

E neste mundo em que o futil e inutil criam aquilo que chamamos cultura, e assim nos vamos divertindo para tentar esquecer a vacuo e ausencia de significado das nossas vidas, que existe em todos nos. Logo o homem que recebe oral de Andy Warhol pode bem ser arte e merecer a nossa atencao, porque ele nos consegue mostral magnificamente o tao perdidos todos estamos no mundo moderno, e o consumo fulti em que o intelectual e estectico estao a beira da morte nas mentes e almas de todos nos. Assim e o mundo moderno!!



Tuesday, July 26, 2011

The Ting Tings - That's Not My Name



Thursday, July 21, 2011

Feira do emprego

A economia canadiana pelo que ouvi recentemente creceu 1,5% e parece que ira crescer este ano 2,5% , mas quando se vai a uma feira do emprego e se fica numa fila que da umas 2 voltas em si mesma, tipo uma cobra, este numero soa a algo estranho.

Eu tenho que dizer que nunca fui a uma feira de emprego na vida, mas visto um amigo meu budista estar tambem interesdo em ir, fui so para ver como e que empresas estao representadas e experienciar o ambiente de quem procura emprego.

A busca por emprego no Canada e uma selva, para quem nao sabe, havendo muitos livros sobre a materia e havendo tambem organizacoes nao lucrativas que ensinam formas de entrar no mundo do trabalho atravez de um bom resume e de uma boa preparacao para as entrevistas.
Aqui busca-se a "Perfeicao", seja ela qual for ou como for, chegando esta por vezes a limites que tocam o irreal, mas sera que alguem nota?? acho que nao...

Logo achar um emprego e como se diz aqui em si mesmo um "emprego" a tempo inteiro, e quando se consegue o emprego nem por isso as coisas sao simples, porque exige se sempre os melhores dos melhores, ou com algum potencial; se isso nao acontecer com o empregado, depois de 3 meses de tempo para se adaptar, e certo que seja despedido, logo arranjar e garantir um emprego e algo que por aqui exige muito de todos.

Por isso ver a quantidade de gente que eu vi na feira nesta perspectiva e totalmente aceitavel. Quando entrei , percebi logo a quem se destinava esta feira de um dia, aos  imigrantes, de lojas a empresas que pagam pouco e exigem muito, estavam la algumas representadas. Os policias tambem la estavam...se o publico alvo desta feira eram os imigrantes sem duvida tiveram muito sucesso.

Eu estou empregado para os curiosos que se estejam a perguntar porque fui la, porque e sempre bom ser lembrado que muita da riqueza feita neste pais e feita a custa do sacrificio dos imigrantes que aceitam tudo que lhes dao por uns poucos dolares.

 Mas se nao fossem esses trabalhos mal pagos certamente nao haviria determinacao para atingir algo melhor, porque querer avancar e atingir os nossos sonhos, mesmo a nivel de emprego, nao e um sonho americano, mas deve ser um sonho de todos...porque nem so de dinehiro vive a economia, ela tambem vive e sobrevive se sonhos!!

http://www.jobbank.gc.ca/Intro-eng.aspx

http://www.canadajobs.com/

http://www.servicecanada.gc.ca/eng/lifeevents/job.shtml

http://www.canadajobsearch.com/

Wednesday, July 20, 2011

A ponte suspenca

A ponte suspensa de Capilano http://www.capbridge.com/index.php e uma das grandes atraccoes de Vancouver, ou antes de North Vancouver pois situa se do outro lado do rio. Esta ponte foi construida por um engenheiro escoces que comprou a area dos does lados do rio e construiu uma casa num dos seus lados e a ideia da ponte veio depois.

Todos conhecemos o dito "self made man" ou o homem que se faz a si mesmo atravez do seu proprio esforco, este e um mito muito enraizado na maneira de ser e estar americana, norte ou sul, mas no entanto so pessoas com posses e oportunidades se podem fazer a elas mesmas e isso parece ser verdade no passado como no presente, claro que nao e facil, mas uns nascem com mais oportunidade que outros, e a lei natural das coisas que todos conhecemos.

Mas falei do homem que se faz a si mesmo porque muitas das atraccoes canadianas, sao negocios herditatios que se tornam icones de uma cidade ou pais. Ir a capilano e sem duvida uma experiencia para se ser feita com amigos ou familia, porque ha sempre aqueles que lhe falta coragem ao se ver a a varios metros de altura e isso nada como passar por insegurancas entre amigos.

Quem vier para Vancouver este e sem duvida um local a conhecer pois acho que nao so mostra o lado natural da BC mas tambem o espirito empreendedor  de quem a criou, america no seu melhor!!

Thursday, July 14, 2011

Encruzilhada das crencas..

Tornei me Budista http://www.buddhanet.net/ a uns 7 anos quando cheguei ao Canada, porque reparei que nao achava o procurava no Cristianismo, o que busco e universal e intemporal, mas no entanto a sua satisfacao e conclusao parece sempre ser algo impossivel e inalcancavel. O que busco e conhecer me a mim mesmo e com esse conhecimento estar mais proximo da felecidade.

Mas algo me parece prender, e acho que algo sempre nos prende para que nao alcancemos o que procuramos, e a vida bem sei e a forma de ser humano, e a nossa condicao que sempre procurar superar, mas e dificil ser se livre quando dentro do budismo que pratico ha um certo formalismo e estruturalismo que sinto me acorrentar. Sou demasiado inquieto para estar preso a uma estrutura que sinto ser concervadora e que tem medo de coisas novas, porque foi por essa razao e outras, que deixei o cristianismo.....

Talvez nao sejam respostas filosoficas que andarei a procura, tambem ando nao nego, "quem sou?" "do que sou capas?" e ai por diante, mas parece cada vez mais que a minha busca de ter impacto no mundo que me rodeia vai muito para alem de crencas instituinalizadas. Talvez o que busco seja politico? cultural ate, o que nao duvido...ou social.

Pode ate mesmo que o procura seja uma uniao de todas essas coisas, porque de vez em quando coisas chamam me a atencao e ecuam na minha mente, logo isso deve ser um sinal de um caminho a seguir ou a experimentar. Sinais acho que nunca faltam quando nos sentimos que estamos perto de achar o que buscamos, e deve haver uma altura em que teremos de decidir, avancar, ou ignorar??

Sou muito irrequeito criativo e curioso, logo o caminho que busco que me complete como ser humano a varios niveis tera que preencher isso que me falta e acho sempre faltara, mas estar um pouco mais perto desse "nirvana" e sempre melhor do que viver sem saber para onde ir.

A Busca continua...........

Wednesday, July 13, 2011

Historia Portuguesa e o Presente

Como e que um pais tao rico em historia e estorias pode se deixar ir abaixo por uma Moody's? acho que como povo temos que pensar no passado, nao numa forma nacionalista e fascista como muitos se aproveitam em tempos dificeis como estes, mas ver as licoes aprendidas.

E preciso lembrar que somos grandes como povo e que em Portugal temos muio de valor e nada se acemelha a noss riqueza culturas e proximidade uns dos outros...e preciso lembrar amigos e re aprender e com essas licoes avancar!!

Nao baixemos o bracos e nao aceitem as coisas como simples factos e preciso questionar e explorar porque omundo em que vivemos e bem complexo e nada com re aprender o passado, para nos inspirar e motivar a avancar e a lutar!!