UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Wednesday, February 27, 2013

Memorias

              E bom regressar ao passado, as vezes...outras vezes e bem melhor deixar o passado no seu lugar, no passado, claro, onde nao incomoda ninguem. O passado pode nos trazer as lagrimas ou re-lembrar emocoes que no presente ainda nao sabemos bem como lidar, logo quando voltamos ao passado, com filmes, fotos, conversas por experiencia propria, parece me sempre sabio usar cautela.
            Outra caracteristica de lembrar o passado e que ele parece tao pouco "claro" por mais boa memoria que tenhamos dele, mas eu classifico o como pouco claro porque muitas vezes tendemos a lembra-lo ou de tons muito cor de rosa, quem nao acha o passado maravilhoso? ha tanta gente que o acha assim que pensa em criar o passado no presente e futuro, a esses costumam se chamar concervadores. Lembrar o passado pode nos levar a tempos mais negros de dores, duvidas e incertezas, e ai que fazer? podemos o negar como forma de defesa, ou aceita-lo, dentro do possivel, como e e criar uma vida diferente a cada dia, bem sei que parece facil dize-lo, mas sei que nunca e!
         Logo, tendo em conta tudo o dito atras, e por mais que o passado seja uma caixa de surpresas para uns e de pandora para outros, nada como voltar atras no tempo, para depois voltar ao mundo real e nos aperceber-mos dos efeitos desse mesmo passado...quem disse que voltar a tempos passados nao tem as suas ironias?? Nada como o presente para por o passado em perspectiva para dimensionar um pouco os sonhos que tivemos e as certezas que agora temos.
 
       Uma dessas viagens que fiz foi atravez de fotos velhas dos meus pais, no tempo em que namoravam e o meu pai estava na marinha, quem nao tem fotos destas? de pais e avos de tempos em que a nossa existencia era ainda, tirando a retundancia, existente? ao olhar este tipo de fotos, e acho que nao sou o unico, vi uns pais diferentes. Para ser mais especifico e dando eles serem jovens claro e eu so os conhecer como pais, vi meu pai como rebelde e hippie, mae como jovem consciente do seu lado femenino, mas nada de surpriendente, se os meus filhos virem as minhas fotos antes de eles nascerem, eles tambem me virao com outros olhos alem do pai que serei para eles.
     Tenho que confecar que ao regressar ao passado nessas fotos, e novamente e sempre generalizando pois tenho a certeza que esta e uma experiencia geral, e me dificil reconhecer os meus pais, no entanto sei que sao eles la. O passado como o presente e futuro sao sempre marcados por eventos marcantes que levam a mudancas nessecarias e impossivel de escapar, neste caso parece me que tera sido o meu nascimento que fez o meus pais serem aquilo que hoje conhece deles e nao as fotos de juventude que vi.....
                                                                     * * *
      Quem me acompanha reparara que ultimamente tenho escrito sobre experiencias pessoais pois este blog nao e so da experiencia canadiana, mas de experiencia de vida tambem, pois todos passamos por elas seja em que cultura, pais ou tempo da historia for. Ser imigrante nao e apenas procurar trabalho, sempre importante, ou conhecer uma lingua ou adaptar se a formas de estar diferente, mas a experiencia da imigracao e para mim, muito haver em saber quem sou e reflectir sobre a vida, e sera que a vida nao merece uma boa dose de refleccao? sempre?!. Ser imigrante nao e facil, pois e algo cheio de desafios, mas viver tambem nao e, logo porque nao reflectir sobre ambos?
      Imigracao e viver e a mesma coisa para mim, nao importa onde estejamos ou onde queiramos ir, talvez o mais importante e saber quem somos de forma a que possamos saber escolher um caminho que nos leve onde queremos ir, seja ele de riqueza, poder, ou apenas conhecimento pessoal......essa e a nossa maior viagem.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home