UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Monday, May 23, 2011

Lingua

Hajimemaste!! (ola em japones) Apercebi me a algum tempo de uma coisa curiosa que gostaria de partilhar com quem me le, quando se conhece alguem existe sempre a vontade de achar coisas em comum ou de apenas dar a conhecer quem somos. Mas o acto de dar a conhecer ou e achar coisas em comum, muito mais num pais multi cultural como o Canada e algo complexo, pois quando a pessoa conhece outra muitas variantes entram em jogo.

Mas  comecei a reparar que o interese entre individous de varias cultura depende do que abordam, se for chines falar da grande muralha, ingles do big bang...e ai por diante, no entanto se comecarmos por ai e a minha experiencia pessoal mostra me que ese tipo de conversa e sempre superficial, se falarmos de pessoas ou lugares historicos que conhecemos sobre a pessoa da outra nacao..

Informacao circunstancial sempre leva para conversas circunstaciais, acho, mas ate nisso ha excepcoes, mas parece me e ja verifiquei que nao sao factos que unem mais as pessoas, mas a lingua, pois ela tras com ela tudo de uma cultura e das suas qualidades e complexidades. A lingua parece unir mais as pessoas do que factos, por exemplo se vir um canadiano a falar portgues isso interesame mais do que levar com a curiosidade dele sobre fotebol e Figo, a comecar pelo facto de que eu nem sequer gosto de fotebol.

Logo eu pessoalmente acho que conhecer uma lingua, nao mostra so interese mas abertura em relacao a outra cultura, claro que nao se pode saber todas as linguas, mas dar a conhecer que se conhece algo nao so de historia, mas da propria lingua, tem me feito criar lacos com outras culturas de forma mais aberta e descontraida.

Linguagem mas do que factos, e aquilo que somos e a unica forma de percebermos o mundo e a nos mesmos, ela tras consigo valores e historia, logo sabe la pode ser ate uma forma de elogio e de disponibilidade em relacao ao "outro". Quis apenas partilhar um pouco da minha experiencia vivendo no Canada a quase 8 anos, mas sei que haverao outras experiencias de outras pessoas que adoraria conhecer, sobre a forma de se abrir e conhecer outra culturas...

Salamat po (obrigado em filipino, Po diz se como sinal de respeito para os mais velhos)


0 Comments:

Post a Comment

<< Home