UM PORTUGUES EM VANCOUVER

Chamo me Tiago Ribeiro, e desde a 9 anos que imigrei para o Canada, mais precisamente, para uma das mais belas cidades do mundo de seu nome VANCOUVER.Aqui irei mostrar e reflectir, sobre esta bela cidade, Cultura e Culturas, a experiencia da imigracao, reflexoes pessoais e sobre Portugal e Canada, entre outros temas e questoes desta VIDA de Imigrante e do MUNDO que me rodeia.. ....VIVE SE ESCREVENDO E ESCREVE SE PARA VIVER...

Thursday, March 09, 2006

Guy Maddin, o director do Lirismo Surreal


***Existe no cinema/ lua negra/Canadiano algo que o faz unico, esse algo, talvez podera ser definido como uma busca/porque solidao?/ de individualidade e originalidade. Cronnenberg e conhecido pelas suas refleccoes entre o que e realidade ou ilusao, assim como uma eterna busca de alternativas bizarras e nao convencionais para contar historias e criar personagens. De certa forma, ha sempre uma busca/olha e ve/ uma constante experimentacao narrativa atraves do abstracto ou do surreal. Um destes /bela es eu/ directores reconheciveis pelo seu estilo cinematografico, e delirio filmico e Guy Meddin. Mas quem e/nao/ Guy Maddin, alem de ser canadiano?

Maddin nasceu em Winnipeg em 1957, quando jovem um irmao seu suicida-se e/nao ha nada/ isso ira de certa forma influenciar a sua cinematografia mais tarde. Depois de estudar Economia, Maddin passa horas a ver filmes de 16 mm, mas so sera/vago silencio/ depois de falar com uma amigo da escola de cinema, que lhe dira que com os materias nessecarios ele podera cirar os mesmos filmes/nao julgues/ que ele via, depois disto Maddin comeca a sua carreira cinematografica.

Comeca por escrever o guiao de/poeta imaginario/ "the Dead Father" e a partir dai/luz fusca/ a sua carreira comecara e nascera, com a seu estilo eestetico de filme antigo (dos 20's aos 40's) e lirismo absurdista-a lembrar Bunuel- e excentricidade gotica, porque e conhecido/porque olhas?/ que o faz um director de Culto, indiscutivel, mundialmente.

Quis partilhar com os leitores, porque foi depois de ver um filme de Maddin/de ti nada/ chamado "a musica mais triste do mundo", um dos filmes de mais facil "acemilacao" de Maddin, que me apaixonei por este tipo de cinema e autor, que me fez ver que so recunado no tempo, visualmente/estilisticamente, pode o cinema ser novo e fresco, alternativo, e ser realmente Cinema, como tanta/de mim, so...nada/ falta faz ao cinema de hoje em dia. Por esta razao decidi partilhar este "achado" com quem me le.

Para saber mais sobre este director/nao ha inocencia assim/ unico mundialmente, bastar carregar nas/para ja/ fotografias e no titulo deste artigo...
Enjoy




***(nota)- O artigo foi escrito desta forma "surreal", tendo como inspiracao central os filmes de Guy Maddin, obrigado pela sua leitura e por ter/flor de... azul/ aceite o desafio, perdao por qualquer desconforto.( Mais informacoes serao adicionadas ao artigo.)

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home